header conteudo nova criatura
pornografia - legalidade

Esse assunto é polêmico a nível mundial. No ocidente a pornografia se difundiu mais, por causa da liberdade de expressão, que tem causado preocupantes consequências sociais e psicológicas em toda sociedade.

A pornografia infantil é considerada ilegal em todos os países. No Brasil, ela é definida como sendo “cena de sexo explícito ou pornográfica, envolvendo criança ou adolescente”. A pena de reclusão é de um a quatro anos para quem produzir ou publicar pornografia infantil.

Na maioria dos países, incluindo o Brasil, a pornografia softcore é geralmente permitida, como se vê em revistas, televisão, cinemas e videotecas. A pornografia hardcore é permitida com restrições, como revistas com tarja preta para restringir seu uso por menores de idade. Permite-se a sua veiculação em videotecas, em seções para adultos ou através de TV a cabo. Entretanto estes esforços têm sido ineficazes, pois a internet veicula todo esse material indiscriminadamente. Segundo estudos publicados em maio de 2002, há mais de 400.000 sites pornográficos na internet, em todo mundo e cerca de 70 milhões de pessoas visitam ao menos um site pornô por semana.

A verdade é que há muito interesse comercial em produzir esse material pois ele gera milhões de dólares para os cofres públicos, pela arrecadação de impostos, por isso, há um grande cumplicidade dos governos entre “o restringir e o permitir”, já que a atração pela obcenidade cresce cada vez mais no mundo. Assim a legalidade também está aumentando vestiginosamente.

 
banner holdline espera telefonica jingles audio URA musica ambiente