header conteudo nova criatura
drogas - tranquilizantes

tranquilizantesAo contrário das anfetaminas, estas drogas são depressoras do Sistema Nervoso Central e são inicialmente utilizados mediante prescrição médica. Acalmam os nervos, produzem sono e dão alívio à ansiedade e à tensão mental. A sua duração limitada, aliada à dependência e à tolerância levam o usuário a consumir doses cada vez maiores para a obtenção dos efeitos originais. Elas causam entorpecimento da fala, memória e razão, diminuindo os reflexos e causando sonolência contínua até estupor.

A sua associação com bebidas alcoólicas potencializa a sua ação e isto pode causar coma irreversível e até a morte. Eventualmente ocorrem mortes por ingestão voluntária ou não de “overdose”, em que o organismo não resiste a submissão a doses excessivas e o próprio torpor da pessoa impede-lhe de adotar medidas de recuperação, de onde provém a morte.

Muitos usuários de tranqüilizantes acabam utilizando-se de anfetaminas, para contrabalançar o efeito letárgico causado pelo primeiro e isto cria um círculo vicioso, onde os piques baixos e altos acabam provocando a ingestão de uma dose letal.

 
banner holdline espera telefonica jingles audio URA musica ambiente