header conteudo nova criatura
depressão

Definição

É um estado de sofrimento psíquico caracterizado fundamentalmente por rebaixamento do humor (estado afetivo básico apresentado pela pessoa), acompanhado por diminuição significativa do interesse, prazer e energia. Em geral é acrescido de alterações do sono e apetite, retardo psicomotor, sensação de fadiga, falta de concentração, indecisão, diminuição da autoconfiança, pessimismo, idéias de culpa, desejo recorrente de morrer, etc.

A forma mais comum para descrevê-la é: “um sentimento de vazio, que invade a alma, sendo mais profundo que a tristeza. É um processo que, alimentado por pensamentos negativos, pode durar por muito tempo. É como se entrasse num grande buraco e continuasse a cavar em volta. Todas as áreas de atuação vão se tornando comprometidas, fazendo com que a pessoa perca o sentido da vida, não encontrando mais razão para continuar lutando”.

Depressão e tristeza

A depressão não é considerada como doença mental pois não se tem clareza sobre os fatores que a determinam. É mais correto usar a expressão: transtorno psíquico, para não tomar como patológicas expressões diversas do comportamento humano.

Depressão e tristeza são coisas diferentes. A tristeza é uma experiência humana universal e esperada diante de experiências desfavoráveis, como o luto, por exemplo. Muitos confundem depressão com “fossa”, “baixo astral”, etc. Na realidade esses sentimentos de tristeza ocorrem com qualquer pessoa, mas são passageiros, não chegam a comprometer o funcionamento da pessoa. É portanto normal que uma pessoa de luto esteja triste, porém seria anormal se ela quisesse se matar ou que ficasse um ano inteiro triste. Quando a pessoa ultrapassa o limite da tristeza, passando a não funcionar dentro dos padrões normais, deve-se pensar em depressão.

Depressão e distimia

São duas formas reconhecidas de depressão. Na distimia, os sintomas são mais discretos e nem sempre claramente percebidos, porém permanecem por tempo prolongado. Há grande sofrimento emocional, com repercussões físicas, sociais e possíveis prejuízos em várias áreas da vida pessoal, como acontece também na depressão maior, em que os sintomas são mais pronunciados, de instalação rápida, com quadro clínico mais expressivo e definido.

Depressão e psicopatia

Também não se deve confundir depressão com psicopatia. Segundo os psicólogos, um deprimido, levado pelo excesso de ingestão de drogas, pode matar, porém, após os efeitos da droga, pode se arrepender profundamente do ato praticado. Entretanto, o psicopata, que é um doente social, sente prazer em fazer o mal, premedita cada passo de sua ação, e não tem remorsos, não se arrepende.

 
banner holdline espera telefonica jingles audio URA musica ambiente