Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/holdlinehost/novacriatura.com.br/templates/conteudo/html/modules.php on line 45
header conteudo nova criatura

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/holdlinehost/novacriatura.com.br/templates/canais/html/modules.php on line 45

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/holdlinehost/novacriatura.com.br/templates/conteudo/html/modules.php on line 45

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/holdlinehost/novacriatura.com.br/templates/conteudo/html/modules.php on line 45

Biblia on line nova criatura

Davi no Deserto de Zife
I Samuel 23

I Samuel 23, versos 1-2 "Foi dito a Davi: Eis que os filisteus pelejam contra Queila e saqueiam as eiras. Consultou Davi ao Senhor, dizendo: Irei eu e ferirei estes filisteus? Respondeu o Senhor a Davi: Vai, e ferirás, e livrarás Queila."
Verso 3:"Porém os homens de Davi lhe disseram: Temos medo aqui em Judá, quanto mais indo a Queila contra as tropas dos filisteus?"
Verso 4-5 "Então, Davi tornou a consultar o Senhor, e o Senhor lhe respondeu e disse: Dispõe-te, desce a Queila, porque te dou os filisteus nas tuas mãos. Partiu Davi com seus homens a Queila, e pelejou contra os filisteus, e levou o gado, e fez grande morticínio entre eles, Davi salvou os moradores de Queila."
Versos 6-8: "Sucedeu que quando Abiatar, filho de Aimeleque, fugiu para Davi, a Queila, desceu com a estola sacerdotal na mão. Foi anunciado a Saul que Davi tinha ido a Queila. Disse Saul: Deus o entregou nas minhas mãos; está encerrado, pois entrou numa cidade de portas e ferrolhos. Então, Saul mandou chamar todo o povo à peleja, para que descessem a Queila e cercassem Davi e os seus homens."
Versos 9-11: "Sabedor, porém, Davi de que Saul maquinava o mal contra ele, disse a Abiatar, sacerdote: Traze aqui a estola sacerdotal. Orou Davi: Ó Senhor, Deus de Israel, teu servo ouviu que Saul, de fato, procura vir a Queila, para destruir a cidade por causa de mim. Entregar-me-ão os homens de Queila nas mãos dele? Descerá Saul, como o teu servo ouviu? Ah! Senhor, Deus de Israel, faze-o saber ao teu servo. E disso o Senhor: Descerá."
Verso 12: "Perguntou-lhe Davi: Entregar-me-ão os homens de Queila, a mim e aos meus servos, nas mãos de Saul? Respondeu o Senhor: Entregarão."
Verso 13: "Então, se dispôs Davi com os seus homens, uns seiscentos, saíram de Queila e se foram sem rumo certo. Sendo anunciado a Saul que Davi fugira de Queila, cessou de persegui-lo."

Suponha que você seja parte de um povo que tenha um senso pobre de lealdade a quem quer que seja, exceto a si mesmos, e sua pequena situação tribal, e suponha que você também sonhe com campos e vinhas, poder e o gozo de coisas atraentes aos olhos com os quais Saul está comprando o seus próprios súditos, os Benjamitas, os mais vis entre os judeus. Como você (homem de Queila) pode usufruir daqueles tesouros roubados de Israel? Simples, entregando Davi nas mãos de Saul e obtendo como pagamento propriedades, campos, vinhas e poder sobre milhares e dezenas de milhares. Além disso, Davi nem era mesmo um judeu puro sangue. Era ele um mestiço renegado. Sua bisavó era uma Moabita, sua tataravó era um cananita. Você já pode ler a mente daqueles judeus fanáticos. Não havia lugar seguro para Davi. E Davi não tinha lugar para ir em segurança, exceto para Deus.

Observe o que Deus faz com ele.

I Samuel 23.14 "Permaneceu Davi no deserto, nos lugares seguros, e ficou na região montanhosa no deserto de Zife. [que está a oeste da região central do Mar Morto numa área extremamente estéril]. Saul buscava-o todos os dias, porém Deus não o entregou na sua mão."

Dia após dia, Saul tentava destruir a Davi. E dia após dia, YHWH o protegia. Davi agora tinha 600 homens consigo, armados com armas de ferro e bem provisionados. Possuía ele uma extraordinária habilidade para evitar Saul dia após dia, naquela caçada humana. Era quase que inevitável que ele passasse a pensar: “Eu sou um tremendo general. Estamos vivendo nesta terra perigosa, fugindo todo o tempo, e estamos conseguindo sobreviver e lidar com tudo isto contra nós. Estamos vencendo a Saul no seu próprio jogo e no seu campo.”

E, evidentemente, por mais tempo que Davi mantivesse os seus homens a salvo, mais a lealdade deles crescia.

Assim Davi é posto debaixo de um segundo teste para ensiná-lo sobre os seus próprios recursos. Mas Deus é um Deus fiel. Antes de nos colocar sob teste Ele se fixa em Sua promessa de I Coríntios 10.13 onde Ele nos afirma que a provação jamais será acima do que podemos suportar, mas nos será provido, juntamente com cada uma das provações um escape de tal maneira que possamos superá-las. Ele, de alguma forma nos fortalecerá antes que a prova chegue, por isto, quando vier, você andará nos caminhos daquilo que é justo e será capacitado a lidar com a provação e não entrará em colapso. O que Deus faz é maravilhoso.

I Samuel 23, verso 15: "Vendo, pois, Davi, que Saul saíra a tirar-lhe a vida, deteve-se no deserto de Zife, em Horesa, [Lembre-se, Jônatas estava em sua casa. Ele determinou não tomar parte naquela caçada humana a Davi, e quando soube que seu pai iria para Horesa, ele se levantou primeiro e foi à frente] Então levantou-se Jônatas, filho de Saul, e foi para Davi a Horesa e lhe fortaleceu a confiança em Deus, e lhe disse: Não temas, porque a mão de Saul, meu pai, não te achará; porém tu reinarás sobre Israel, e eu serei contigo o segundo; o que também Saul, meu pai, bem sabe. E ambos fizeram aliança perante o Senhor, [perante YHWH, o Deus do Pacto] Davi ficou em Horesa e Jônatas voltou para sua casa.[Ele voltou para casa. Ele não queria participar daquilo.]"

A fim de fortalecer a Davi antes de seu próximo teste, que haveria de ser terrivelmente duro, Deus enviou Jônatas para ter com Davi, o único homem que tinha mais a perder do que qualquer outro, se Davi permanecesse vivo. Ele não somente perderia as suas vinhas, seus campos, seu comando perante milhares, mas também o seu próprio reinado. Com a morte de Davi, Jônatas seria rei em Israel e a dinastia de Saul haveria de ter continuidade. Mas Deus deliberadamente enviou a Jônatas, que fez um pacto com Davi, [perante o Senhor, YHWH, o Deus do pacto que ungiu a Davi e se pactuou com ele para fazê-lo rei em Israel] ele seria o segundo depois de Davi e Davi seria o rei. Por isto, entre todos os que pudessem desejar a morte de Davi, o que mais obteria vantagens foi exatamente aquele que Deus enviou para fazer um pacto com Davi em relação ao seu reino.

Jônatas abriu mão de tudo, porque afinal de contas, com uma pequena faca, cravada no peito de Davi, poderia ter tudo. Mas Jônatas tem um compromisso com Davi para que ele se torne rei.

Agora, tendo fortalecido a Davi, Deus o lança no segundo teste. Os Queilitas, como você se lembra, estavam planejando trair a Davi, mas eles não tomariam a iniciativa naquela traição intentada. Eles haveriam de esperar Saul fazê-lo. Eles cercariam a cidade e a destruiriam de tal forma que estivessem convencidos de que Davi e todos os seus homens fossem exterminados. Os Queilitas somente proporcionariam este cerco. Mas agora surgem os Zifeus. Os Zifeus viviam a oeste do Mar Morto, exatamente no centro de Judá. Eram eles membros da mesma tribo de Davi. Imaginaríamos que eles ficariam do lado de Davi, mas o temor de perder suas vinhas, seus campos e o comando de milhares e centenas de milhares indo para as mãos dos Benjamitas os paralisou. Como os Queilitas, os Zifeus queriam também compartilhar dos despojos da terra, e pensavam que tinham recebido de Deus a Davi, e com ele tudo mais que imaginavam obter. Davi era um bilhete premiado, só faltava ser descontado.

I Samuel 23, verso 19: "Então subiram os zifeus a Saul a Gibeá, dizendo[atravessaram todo o seu território rumo ao norte até o território dos Benjamitas, onde estava o quartel general de Saul. Eles tomaram a iniciativa daquela traição] Não se escondeu Davi entre nós, nos lugares seguros de Horesa, no outeiro de Haquilá, que está ao sul de Jesimom? [o deserto] Agora, pois, ó rei, desce conforme te impõe o coração; toca-nos a nós, entregarmo-lo nas mãos do rei. Disse Saul: Benditos sejais vós do Senhor, [YHWH] porque vos compadecestes de mim;[é interessante observar como esta religiosidade da carne satisfaz, e não somente a bênção que proceda da parte de Deus mas a bênção do Deus do pacto, seu Deus, por uma pequena traição. Mas Saul não é bobo] Ide, pois, informai-vos ainda melhor, sabei e notai o lugar que freqüenta e quem o tenha visto ali; porque me foi dito que é astultíssimo. [Isto é provavelmente verdadeiro. Isto é provavelmente o que Deus estava agora fazendo com Davi- um homem astultíssimo) Pelo que atentai bem, e informai-vos acerca de todos os esconderijos em que ele se oculta; então voltai a ter comigo com seguras informações, e irei convosco; se ele estiver na terra buscá-lo-ei entre todos os milhares de Judá.”

Eu creio que neste momento Davi está realmente convencido de que é ele muito astuto. Ele tem a reputação agora de ser muito astuto. Ele tem uma fama de ser muito astuto e eu penso que ele crê ser muito astuto, tremendamente esperto. Em algum lugar na linha da vida de Davi YHWH lhe mostrou que YHWH era aquele que lhe protegia. Isto é muito fácil ocorrer. Eu vejo que isto é extremamente verdadeiro aqui.

Davi vai de Adulão a Queila e de volta para Adulão e circula por todo o país, e muitas vezes lemos este texto e dizemos, e daí? Grande coisa? Eu tenho estudado esta passagem e fico pensando o que se pode ensinar dela para os membros de minha igreja? Afinal de contas não há nada ali que possa interessar algumas pessoas que vão se tornando mais e mais exigentes e que ouvem as mensagens domingo após domingo e pensam que elas são lugar comum, que nada há que lhes possa acrescentar, nada há que lhes interesse mais... E eu começo a imaginar que efetivamente não sou um pregador nem mesmo razoável, que Deus nem sequer precisa de mim.

Irmãos, esta tem sido uma das experiências mais desagradáveis de minha vida pastoral e elas têm ocorrido freqüentemente. E eu creio que é isto que Deus está ensinando a Davi aqui nesta momento de sua vida. Davi chegou ao ponto de imaginar que ele é muito esperto, astuto e ele agora vai ser superado por alguns que são mais espertos do que ele. Estes Zifeus são mais brilhantes em suas artimanhas.

I Samuel 23, verso 24: "Então se levantaram eles [os Zifeus] e se foram a Zife, diante de Saul; Davi porém, e os seus homens estavam no deserto de Maon, na planície, [que fica logo ao sul de Zipa - O grande vale que vem do Mar Morto até o Vale da Jordânia até o Golfo de Acaba] ao sul de Jesimon [o deserto. Eles estão no meio da região desértica]. Saul e os seus homens se foram ao encalço dele, e isto foi dito a Davi, [Saul veio em busca de Davi e os Zifeus vieram a Davi e lhe disseram: “Ei, você sabe quem vem em seu encalço? Saul!] pelo que desceu para a penha …"

Naquela parte do deserto muitas dunas se formavam, especialmente porque haviam muitas rochas que amontoavam as areias sopradas pelas tempestades de vento. “A penha” é provavelmente o pico de uma destas montanhas rodeadas de areia e provavelmente era um dos lugares excelentes para se esconder, tendo uma vista de todos os lados, e sendo ali protegido, sem que ninguém pudesse perceber alguém ali escondido. Mas os Zifeus contaram a Saul todos os lugares possíveis de esconderijos de Davi. Cada um deles! Tentar capturar um bando de guerrilheiros como o de Davi é como juntar uma porção de mercúrio em sua mão. O mercúrio escapa por todos os lados e não há como conter em suas mãos. Saul tinha que encontrar um lugar onde Davi pudesse ficar encurralado, num beco sem saída, tal como ele o tinha em Queila, onde foi cercado. Os Zifeus disseram a Davi: “Saul está vindo em seu encalço”, por isto ele foi direto para aquele lugar onde podia se esconder. Ninguém podia imaginar que Davi para ali se dirigia no meio do deserto, num lugar esturricado e sem água. 600 homens e seus animais precisando de água e pasto. Ninguém poderia pensar naquele lugar, mas os Zifeus disseram a Saul exatamente onde Davi estava. E ali Davi estaria cercado e Saul poderia engalfinhá-lo.

E quando Saul ouviu isto, que ele acabara de empurar a Davi para o deserto de Maon [De onde Saul ouviu isto? Dos amigos queridos de Davi, os Zifeus] e Saul foi para um dos lados da montanha, e Davi e seus homens para o outro lado da montanha; e Davi procurando fugir de de Saul, e Saul e seus homens no seu encalço buscavam cercar Davi. Saul sabia exatamente onde agarrar a Davi num dos pontos daquela montanha cônica. Parte dos seus exércitos ia ao derredor de um dos lados, mantendo pelo flanco, na retaguarda, milhares de soldados e Davi ao derredor do outro lado, como aquela brincadeira de fugir um do outro ao derredor do toco. Em um determinado ponto os exércitos de Saul divididos em dois haveria de encontrar a Davi e seus seiscentos homens, que não teriam outra alternativa senão se lançarem no descampado do deserto e ali facilmente serem esmagados. Alvos fáceis a serem lancetados e transpassados. Saul tinha Davi justamente onde ele queria que Davi estivesse, encurralado. Xeque mate! Mas, meus irmãos, por mais estranho que isto possa parecer, era exatamente ali que Deus queria que Davi estivesse, para que Davi pudesse perceber que todo o sustento provêm do Senhor, Ele nos guarda em Suas mãos e Deus “jamais permitirá que sejamos provados acima do que podemos suportar, mas juntamente com a provação nos proverá escape”. E aqui estava o escape de Davi, provido por Deus.

I Samuel 23, verso 27: Então veio um mensageiro a Saul dizendo: Apressa-te, e vem, porque os filisteus invadiram a terra. [Os Filisteus não eram tapados. Se Saul estava marchando com todos os seus exércitos para o sul de Judá, deixava ao mesmo tempo todo o lado norte de Israel completamente desprotegido. Assim os filisteus podiam conquistar um pais inteiro enquanto Saul estava atrás de uma única pessoa.] Pelo que Saul desistiu de perseguir a Davi, e se foi contra os filisteus. Por esta razão aquele lugar se [Davi e seus homens] chamou Pedra de Escape.

Eles comemoraram este acontecimento. Entenderam que a mão de Deus estava com eles e edificaram um altar, tal como Abraão no passado o fizera. Davi e seus homens tinham a plena convicção de quem os dera tremenda libertação, quem era aquele que os protegia daquela confusão toda que foram metidos, YHWH, e eles chamaram aquele lugar de Rocha de Escape, literalmente “A rocha de fuga”. A fuga espetacular das mãos ameaçadoras de Saul.

I Samuel 23, 29: Subiu Davi deste lugar e ficou nos lugares seguros de En-Gedi.

En-gedi está um pouco acima, no meio, no lado oeste do Mar Morto. Ali está cheio de rochas escorregadias, subidas íngremes no meio do limo. Um lugar onde Davi deveria estar. Ali ele não seria encurralado novamente. Ele não se sente agora tão esperto, tão astuto assim, tão alto confiante, tão auto suficiente, e agora ele entende perfeitamente que seria morto só se fosse pela mão de YHWH. Por sinal, ali estava uma fonte tremenda de águas. Ela era chamada de “Fonte das Cabras”. Portanto, tudo aquilo que Davi precisava estava ali à sua mão. Como Deus lhe provera tamanho e tão miraculoso escape? Quem foram os seus verdadeiros agentes naquela dramática situação? Os Filisteus, os inimigos.

Irmãos, uma coisa Deus gosta de fazer em nossas vidas, é tomar os nossos próprios inimigos que nos deixam petrificados de medo e usá-los para nos prover uma rota de escape. Você já observou isto? É isto que Ele faz aqui. Ele toma exatamente aquele povo que Davi mais teme e o usa para resgatar a Davi. Com grande reverência eu digo: Deus se deleita em manifestar a Sua soberania ao nosso derredor simplesmente para nos mostrar quem Ele realmente é, moldando para nós o lugar certo para que possamos ver o quanto Ele pode suprir. Ele ama deliberadamente tomar a coisa que mais tememos para usar aquilo de tal forma a nos libertar do medo, tal como Ele está fazendo aqui com Davi.

Oração

Pai, muito Te agradecemos por Tua Santa Palavra e o quanto ela fala aos nossos corações. Ela nos traz estes princípios maravilhosos de Tua fidelidade. Pai, entendemos perfeitamente que não é a nossa habilidade, nossa astúcia, nossa esperteza, as nossas manobras, e sim o quanto somos comprometidos contigo que nos faz homens e mulheres de Deus, homens e mulheres segundo o Teu coração, homens e mulheres totalmente dependentes de Ti como nosso Senhor na medida que andamos por esta terra cheia de inimigos e perigos por todos os lados. Pai, oramos para que Tu nos lembres sempre que este é o Teu propósito (e nada pode ocorrer aparte dos Teus propósitos), de nos fazer totalmente disponíveis. Totalmente Teus. Pai nos ajude a olhar para todas as coisas que ocorrem em nossas vidas como tendo este propósito por detrás delas, tendo a soberania deste maravilhoso Deus que lida com nossos inimigos, nossos temores, nossos maiores horrores e usa como instrumentos que nos permitem atravessar as veredas do sofrimento, através dos caminhos das duras provas afim de nos fazer criaturas repletas de propósito e de glória no final da jornada.

Rendemos-Te graças, honras e glórias, em o nome de Jesus. Amém!

Rev. Ludgero Bonilha Morais

 

Deprecated: Function ereg_replace() is deprecated in /home/holdlinehost/novacriatura.com.br/templates/conteudo/html/modules.php on line 45
banner holdline espera telefonica jingles audio URA musica ambiente